Dicas práticas em Baden-Baden: Alojamento, Como se deslocar, Como chegar ao centro a partir do Aeroporto.

Neste post vão estar todas as dicas práticas para vos ajudar numa viagem a Baden-Baden.

  • Como Chegar a Baden-Baden

A forma mais prática e rápida de chegar à cidade é de avião, através do seu aeroporto Flughafen Karlsruhe (FKB). O aeroporto é muito pequeno e tem pouquíssimas infra-estruturas, ao ponto de no regresso querermos fazer uma refeição antes do voo e por lá apenas existir um café/pastelaria ao nosso dispor.

A companhia aérea Ryanair tem voos directos e normalmente muito económicos, com partida de Lisboa e do Porto.

DSCN9251

DSCN9685

  • Como ir do Aeroporto para centro da cidade

O Aeroporto de Baden-Baden encontra-se muito próximo do centro da cidade, (cerca de 18 Km), e as únicas formas de nos deslocarmos para lá são o autocarro ou o táxi.

Nós fomos de autocarro, obviamente (€)! A paragem encontra-se mesmo à saída do aeroporto e os bilhetes podem ser adquiridos na máquina de venda automática (que se encontra junto à paragem) ou directamente com o motorista. Em Dez/18 teve um custo de 3,50€ por bilhete.

A linha 285 faz o trajecto até à estação central de comboios de Baden-Baden e tem uma duração de cerca de 30 minutos. Há autocarros de hora a hora até às 20:30, prolongando-se depois o horário até ás 23:15, mas com menos frequência. Podem consultar todos os horários aqui.

As linhas 234 e X34 fazem o percurso até a estação de Rastatt.

Mas, da estação de comboios até ao centro da cidade, ficam ainda a faltar 5 km! Por isso, é necessário apanhar outro autocarro ou um táxi. Para vos facilitar o planeamento podem aceder ao site Deutsche Bahn e fazer uma pesquisa com a morada do vosso hotel/apartamento para ver qual o autocarro mais indicado para o vosso destino.

Também é possível descarregar a aplicação e aceder a toda essa mesma informação através do vosso telemóvel. É muito fácil de utilizar e foi bastante útil durante a viagem, bastando colocar o local onde se encontram, o local onde pretendem ir e o horário, que a aplicação dá-vos todas as informações necessárias, desde o nr.º do autocarro, a paragem, o horário e quantas paragens faz pelo caminho.

IMG_1097

IMG_1098

  • Deslocações na Cidade

Para as deslocações dentro da cidade não utilizamos nenhum meio de transporte, pois a cidade é pequena e está tudo muito concentrado, podendo fazer-se a pé sem grandes dificuldades.

As únicas vezes que utilizamos os transportes públicos foram para ir e vir do aeroporto (mais informações no ponto acima) e quando fomos para Estrasburgo. Nesse caso tivemos que apanhar o autocarro até à estação central de comboios, para posteriormente apanharmos o comboio que nos levou até à França.

Mais uma vez utilizámos a aplicação DB mas, se fizerem uma breve pesquisa, vão perceber que é o autocarro nr.º 201 que faz o trajecto Estação Comboios – Centro e Vice-Versa com maior frequência e em menor tempo. A linha 201 passa de 10 em 10 minutos e leva 18 minutos a fazer esse percurso. Cada bilhete teve um custo de 2,50€/trajecto.

DSCN9229

DSCN9389

  • Alojamento em Baden-Baden

Os preços do alojamento em Baden-Baden não são muito simpáticos, pois é uma cidade muito procurada por pessoas endinheiradas devido aos seus Spas, o que acaba por se reflectir nos preços dos hotéis.

Mas, depois de alguma pesquisa, consegui encontrar um apartamento com uma óptima pontuação no Booking e a um preço bastante acessível, do qual gostei muito e recomendo: City-Appartements im Hinterhof.

Este apartamento está super bem localizado, mesmo no centro e com supermercados a pouca distância. A casa estava decorada de uma forma rústica de muito bom gosto e tinha tudo para uma estadia confortável, desde utensílios de cozinha, a vários ingredientes básicos, como azeite, sal, café e diversas especiarias. O local era sossegado o que nos permitiu ter umas boas noites de descanso.

Não chegamos a conhecer o anfitrião, pois no dia do check-in recebemos um e-mail com todas as instruções necessárias para entrar no apartamento. A chave encontra-se numa pequena caixa com código que nos é dado na altura do check-in. Mas apesar de não o termos conhecido, foi sempre muito solícito na resposta às nossas dúvidas e, no último dia, solicitamos um check-out tardio, que nos foi prontamente concedido.

É sem dúvida um local onde voltaria  a ficar numa próxima viagem para Baden-Baden.

Mercado de Natal em Baden-Baden

A principal razão que nos levou a Baden-Baden foi visitar os mercados de Natal. Mas, ao contrário dos outros mercados de Natal que já visitamos (Berlim, Hamburgo, Luneburg, Colónia e Aachen), onde existem vários mercadinhos espalhados pela cidade, em Baden-Baden existe apenas um.

DSCN9430

A verdade é que a cidade não tem uma infraestrutura que consiga albergar vários mercados espalhados pelas suas ruas, pois são muito estreitas e não têm capacidade para comportar um aglomerado de barraquinhas entre elas. Por isso, existe apenas um mercado, bem grande, que se encontra  no complexo Kurhaus, bem no coração desta simpática  cidade.

IMG_9926

DSCN9337

O facto de ter apenas um mercado pode ser limitativo e sem piada? De forma alguma! O mais importante, aquilo que nos faz adorar os mercados Alemães estava lá… O espirito Natalicío que por lá se encontra.

Devo repetir-me constantemente quando escrevo os posts sobre os mercados de Natal, mas a verdade é que a atmosfera que se vive nos “Weihnachtsmarkt” é mágica. É uma experiência única, que faz as delícias de miúdos e graúdos. Como estou sempre a dizer: é impossível estar triste enquanto visitamos um mercado, pois a alegria e o espírito natalício são contagiantes.

IMG_0442

DSCN9334

DSCN9440

O Natal em Baden-Baden tem um encanto especial, pois é menos movimentado, permitindo-nos passear e apreciar tudo à nossa volta com muito mais calma. Além disso, sentimo-nos mais integrados na comunidade local, pois a grande maioria das pessoas que por lá circulavam eram locais, dando a sensação de ser tudo mais autêntico e genuíno.

IMG_9940

IMG_9959

No mercado de Natal do Kurhaus encontramos as típicas barraquinhas de madeira, onde  os locais se dedicam à venda de artesanato tradicional, doces e até as famosas salsichas Alemãs e o vinho quente. Mas a principal característica desde mercado são os seus majestosos candeeiros públicos que iluminam o espaço e criam um ambiente mais requintado e acolhedor.

IMG_0077IMG_0085

IMG_0110

Aqui também se pode encontrar um pinheiro de Natal com 15 metros de altura, um dos maiores da região, assim como uma exposição de presépios,  para visitar no Trinkhalle.

IMG_0448

Existe também um palco no centro do mercado, onde todas as tardes/noites podemos apreciar diferentes programas, que vão desde o aparecimento do Pai Natal até concertos musicais.

IMG_9927

Apesar de não ser um mercado de Natal, há um espaço no centro da cidade que é obrigatório visitar durante a altura do natal; trata-se do restaurante Löwenbräu.

IMG_9841

DSCN9208

Nesta altura do ano, transformam a parte exterior do restaurante num mundo mágico, com milhares de decorações alusivas ao Natal que consegue fazer as delícias de qualquer apaixonado por esta quadra. Aliás, acho que ninguém consegue ficar indiferente a toda aquela decoração.

DSCN9684

IMG_9846

DSCN9211

O Baden-Baden Christkindelsmarkt começa habitualmente no último fim de semana de Novembro e prolonga-se até aos primeiros dias de Janeiro.

Boa viagem! 🙂

Baden-Baden | Alemanha

Na procura de um destino para visitar mercados de Natal, a cidade de Baden-Baden surgiu-nos como uma hipótese bastante viável, pois reunia vários aspectos que estávamos à procura: Mercado de Natal na Alemanha, Voos Económicos e a possibilidade de visitarmos um mercado de Natal noutro país (neste caso Estrasburgo na França).

IMG_9897

Apesar de Baden-Baden não ser um destino muito procurado, (pelo menos eu não me recordo de ler ou ver muita informação sobre este lugar), a cidade surpreendeu-me muito, pela positiva É um destino encantador, que oferece uma variedade de atracções, quer para relaxar, sendo muito procurado pelas suas fontes termais e Spas, quer a nível cultural, pois a cidade abriga a segunda maior casa de Ópera e concertos da Europa, a Festspielhaus, onde ocorrem inúmeros espectáculos ao longo do ano.

IMG_9824

Baden-Baden é também um oásis para compras, onde podemos “perder-nos” nas inúmeras lojas de luxo, desde Furla, Longchamp, MontBlanc, entre muitas outras.

Mas, se o seu propósito não for compras ou Spas, Baden-Baden continua a ser uma opção muito interessante, pois é um deleite passear por esta cidade elegante, requintada e cheia de glamour. No seu centro histórico, como a circulação de veículos é proibida (excepto para habitantes e para cargas e descargas), é um verdadeiro convite à caminhada e, dessa forma, consegue-se apreciar melhor toda a beleza desta cidadezinha extremamente bem cuidada.

DSCN9236Passear por Baden-Baden dá-nos a sensação de termos recuado no tempo, para o período da “Belle Époque“, com todos aqueles edifícios de arquitectura elegante a fazer recordar o início do Século XX.

IMG_0057

DSCN9217

IMG_9865

Apesar de pequena, a cidade tem vários pontos de interesse que merecem ser visitados:

Kurhaus é o coração da cidade. É aqui que acontece praticamente toda a vida social de Baden-Baden.

IMG_0080

Construído entre 1821 e 1824 por Friedrich Weinbrenner, trata-se de um conjunto de edifícios, entre os quais podemos encontrar: um Casino, um Spa, um Restaurante, um centro de Conferências e várias Boutiques.

IMG_0448

Além de tudo isso, tem ainda um jardim muito bem cuidado, onde podemos passear e descontrair.

O Trinkhalle, que se encontra no complexo Kurhaus, foi construído entre 1839 e 1842 por Heinrich Hübsch num estilo arquitetónico semelhante ao edifício principal do Spa. A arcada de 90 metros é pintada por diversos frescos e possui várias colunas.

IMG_9952

IMG_9991

Bem próximo do Kurhaus encontra-se a Lichtentaler Allee, aproveite para passear ao longo dos quase 2,5 Km desta avenida. É um lugar muito agradável para caminhar calmamente e apreciar os seus jardins, sempre acompanhados pelos sons da natureza e do rio Oos.

DSCN9382

IMG_0001

Ainda na Lichtentaler Allee encontramos o magnífico jardim Gönneranlage. Apesar de ser inverno e praticamente não haver flores nem os repuxos de água estarem a funcionar, este lugar impressionou-me, pois imaginei-o em plena primavera todo colorido, coberto por belas flores. Nessa altura do ano deve ser mágico visitar este local.

IMG_0005

IMG_0023

IMG_0031

IMG_0038

O centro histórico de Baden-Baden também é um lugar muito agradável para se passear e apreciar a bela arquitectura dos edifícios, nomeadamente nas ruas “Sophienstrasse“,  “Leopoldplatz” e “Gernsbacherstrasse“.

DSCN9207

DSCN9205

DSCN9195

Ainda no centro da cidade encontra-se a Stiftskirche; trata-se de uma igreja em estilo gótico que por se encontrar numa parte mais elevada do centro, a sua torre cor de rosa pode ser vista de diversos pontos da cidade.

IMG_0375

Para quem quer aproveitar os Spas da cidade não deixe de visitar o Caracalla ou o Friedrichsbad, que se encontram muito próximos um do outro.

IMG_9890

DSCN9225

Um pouco mais distante encontra-se o Paradies, que é um  um complexo de fontes e cascatas, construído em 1925. Para mim, foi a única desilusão de Baden-Baden,  uma vez que parecia estar ao abandono, e sem uma única fonte a funcionar… Talvez por ser Inverno o local não tenha muita procura e não justifique a manutenção das fontes… Não sei, mas fiquei bem frustrada depois do esforço para lá chegar (Ainda é pouco longe do centro e a caminhada até lá é sempre a subir).

IMG_9902

Mercados de Natal na Europa

O Natal está quase aí e com ele os seus tradicionais mercados… Apesar de cá em Portugal já se começar a ver alguns mercados em várias cidades, os mesmos ainda deixam muito a desejar… Temos muito a aprender com os outros países da Europa neste aspecto. Recordo-me de há uns 4 anos atrás ter ido a um mercado de natal em Lagoa (Algarve) e foi uma decepção total. O mesmo aconteceu há uns dois anos em Lisboa… nada tem a ver com os mercados que já visitei na Alemanha.

Para se conhecer o verdadeiro espírito natalício que se vive neste género de mercados, é preciso sair do país… Os mais antigos e tradicionais estão lá fora…

IMG_5213

Este tipo de mercados são muito tradicionais na Áustria, Suíça, França e Alemanha, sendo esta última a que tem a fama de conseguir ter os melhores. Ainda não tenho meio de comparação porque na verdade só fui a mercados na Alemanha, mas esses, posso garantir, são espectaculares!

DSCN7137

O que visitar

Uma visita aos típicos mercados é marcada pelos aromas a especiarias, a salsicha alemã, pelo vinho quente (glüwein), assim como pelas lindas casinhas de madeira devidamente decoradas, pelas centenas de luzes e, o melhor de tudo, pelo contagiante espírito natalício que lá se sente.

IMG_4948

Estes mercados não são feitos apenas para o turista, muito pelo contrário. A maior parte das pessoas que os frequentam são os habitantes locais. É bastante comum ver, principalmente ao final da tarde e/ou início da noite, os locais em grupos de amigos à volta das mesinhas bebendo e comendo em ambiente bastante animado.

Em vários mercados, principalmente nos maiores, existem actuações de entretimento que vão desde músicos a acrobatas, e até espectáculos de dança. Em Berlim, assisti a uma actuação do grupo Die Artistokraten que, ainda hoje, quando me lembro começo a sorrir! 🙂

IMG_5217

DSCN5323

O que comprar

Além das comidas e bebidas, existem muitas barraquinhas onde podemos fazer as nossas compras de Natal. Encontra-se desde decorações para a árvore de Natal, artesanato, velas e até roupa.

Algo que compro sempre nestes mercados, além da decoração para a minha árvore, é a caneca em que servem o vinho quente. Quando pedimos o vinho, temos que pagar uma caução pela caneca e, ao devolvermos, entregam-nos esse dinheiro de volta. Mas, normalmente, eu fico com as canecas como souvenir. Em todos os mercados existe uma caneca diferente alusiva ao mesmo.

IMG_4384

Vou deixar-lhes uma lista dos mercados por onde passei:

  • Berlim – Levei anos a sonhar em visitar algum mercado de Natal, e quando finalmente consegui ir, a escolha recaiu em Berlim. Não sei se foi porque ter sido o primeiro destino em que visitei mercados de Natal, mas recordo-me desta viagem muitas vezes, sempre com um sentimento de nostálgico.

Mercado de Natal em Alexanderplatz

IMG_5096

DSCN5513

Mercado em Gendarmenmarkt

DSCN5360DSCN5353

Mercado de Natal no Palácio Charlottenburg

DSCN4935

Hamburgo foi uma agradável surpresa, este destino apareceu um pouco ao acaso, mas adoramos a cidade e os seus mercados.

Rathaus

Muito próximo a Hamburgo encontra-se uma cidade bem pequena e com uma arquitectura apaixonante que combina na perfeição com os mercados de Natal. Se forem a Hamburgo não deixem de dar um pulinho aqui, pois vale muito a pena.

IMG_4668

DSCN4753

Os Mercados de Colónia são considerados um dos maiores, mais tradicionais e dos mais visitados da Alemanha. Fomos no natal do ano passado e adoramos! Foram sem dúvida os mercados mais cheios onde estivemos e, à noite, é quase impossível passear por lá devido à quantidade de pessoas que por lá se encontram… Mas, em contrapartida, foram também os mais animados.

IMG_6913

Uma cidade que não precisa muito para ficar linda nesta altura do ano é Aachen. Toda a arquitectura e envolvência da cidade, com as casinhas de madeira dos mercados fazem-nos parecer que estamos num conto de fadas. A poucos quilómetros de distância de Colónia, é um lugar que não devem deixar de ir!

IMG_7171

Dependendo da cidade, normalmente os mercados abrem as suas portas no final de Novembro e encerram na véspera do Natal. O horário, na sua maioria, é entre as 11:00 até às 22 Horas.

Aachen e os seus Mercados de Natal

Se alguma cidade tem uma atmosfera perfeita para receber um mercado de Natal, esse lugar é  Aachen! Assim que aqui chegamos parece que somos transportados para o mundo imaginário de um conto de fadas; As construções rústicas dos edifícios, a lindíssima Catedral que mais parece um pequeno castelo e, à volta, várias barraquinhas com decorações de Natal. Pode haver algo mais idílico do que isto?

IMG_5213.JPG

O mercado de Natal de Aachen é considerado pelo site European Best Destination, um dos mais belos da Europa. E eu concordo, pois devido a toda a sua envolvência, foi um dos mais bonitos que já visitei.

IMG_7240

As zonas de Markt, Katschhof e Münsterplatz são as principais áreas onde podemos encontrar os mercados de Natal. É tudo muito concentrado e nem nos apercebemos quando termina um e começa outro mercado.

DSCN7035

IMG_7193

Quando cheguei à praça Münsterplatz fiquei encantada. De um lado está o belíssimo edifício da Catedral de Aachen e, do lado oposto, encontra-se o edifício Rathaus, em estilo gótico. No centro, temos as várias barraquinhas que compõem o mercado. Todo aquele cenário foi um verdadeiro deleite para os meus olhos, onde o fascinante centro histórico da cidade estava em plena harmonia com toda a decoração de natal que a praça apresentava, tornando o conjunto num cenário bastante idílico.

IMG_7171

IMG_7181

Aqui, nesta praça, também podemos encontrar a imperdível loja da Käthe Wohlfahrt, onde encontramos inúmeros e maravilhosos enfeites de Natal.

IMG_4347

É impossível tirar uma foto com o Sérgio, onde ele fique com um aspecto normal… :p

IMG_7161

Passamos todo o dia por aqui a saborear algumas comidinhas típicas e a aquecer-nos com algumas bebidas quentes, pois bem precisávamos… Acho que nunca tinha apanhado tanto frio na minha vida pelo que só mesmo um gluhwein para nos aquecer 🙂 Mas, apesar do frio e do foco principal da nossa ida ali serem os mercados de Natal, ainda conseguimos conhecer um pouco da cidade!

IMG_4384

DSCN7068

O que visitar em Aachen

Praça Friedrich-Wilhelm-Platz, onde está o monumental Palácio Elisenbrunnen, reconstruído após a Segunda Guerra Mundial, em torno das fontes de água termal. A cidade de Aachen era famosa pelas suas fontes de água quente. No Palácio Elisenbrunnen ainda podemos encontrar uma fonte de água termal rica em enxofre!

DSCN6894

IMG_7069

Nas traseiras do palácio encontra-se o jardim Elisengarten, um espaço muito agradável para relaxar que acredito que na Primavera e Verão dê para aproveitar muito melhor do que no Inverno. No meio do jardim existe um espaço coberto de vidro, que protege os achados arqueológicos da cidade, referentes a diferentes períodos da sua história.

IMG_5202

Se seguirmos em direcção ao centro histórico, ainda no jardim, vamos encontrar as estátuas presentes na fonte Kreislauf des Geldes, que representam a circulação do dinheiro.

IMG_7080

Embora a cidade tenha sido fortemente bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial, as zonas históricas foram cuidadosamente preservadas e os edifícios atingidos foram reconstruídos adequadamente.

De destacar a lindíssima Catedral de Aachen. A sua construção começou no final do século VIII sobre as ordens de Carlos Magno e é a catedral mais antiga do Norte da Europa. Esta catedral foi meta de peregrinação por abrigar 4 importantes relíquias referentes a eventos bíblicos: a roupa de Maria; o pano que Jesus vestia quando foi crucificado; as faixas de Jesus quando ele nasceu; o pano da decapitação de João Batista. Essas relíquias são o centro da peregrinação Heiligtumsfahrt, que acontece a cada 7 anos, desde 1349. Além disso, durante séculos, foi a igreja de coroação de quase todos os reis alemães.

IMG_7163

A fábrica dos chocolates suíços Lindt encontra-se na cidade de Aachen (não confundir com o museu, que fica em Colônia), e lá existe um outlet com uma vasta escolha de chocolates da marca. Ali, os chocolates são vendidos pelo menos 40% mais baratos que noutros lugares. Ficamos com pena de não ter ido, mas a fábrica não se encontra relativamente perto do centro e o tempo não estava a ajudar… E como no dia anterior tínhamos encontrado um Outlet de chocolates de todas as marcas que nos fez perder a cabeça, achamos que já não tínhamos espaço na mala para colocar tantos chocolates. 🙂

Mas fica a dica para quem lá for, a morada é a seguinte: Süsterfeldstraße 130. Podem obter mais informações no site: http://www.lindt.de

Como lá chegar

É muito simples chegar a Aachen, através de Colónia. Na estação central de comboios de Colónia, Hauptbanhof, adquirir o bilhete para Aachen. O bilhete diário custava 29,40€/pessoa (preços de Dez. 2017). Mas se for acompanhado compensa comprar o bilhete diário para até 5 pessoas que custou 42,50€ e como eramos 4, compensou muito!

Da estação de comboios de Aachen até ao centro são cerca de 15 minutos a pé.

Mercados de Natal em Colónia

Quem me segue há algum tempo já percebeu que adoro o Natal e os seus mercados. É uma época magica e o ambiente que se vive nos mercados consegue retratar na perfeição essa magia e alegria. Passar algum tempo num mercado de Natal, é animação certa! As pessoas estão sempre bem dispostas, há sempre músicas a passar e tudo isso é contagiante! É praticamente impossível estarmos tristes enquanto lá estamos.

Até o Sérgio, que não gosta particularmente desta quadra, já se rendeu! Por isso, temos tentado visitar um mercado todos os anos. Já conhecemos os mercados de Berlim, Hamburgo, Lüneburg, Colónia e Aachen e, de todos, os mais animados foram sem dúvida os de Colónia. Não sei se o facto de a nossa “sobrinha” ter viajado com a gente teve alguma influência nesta opinião, mas era tão maravilhoso vê-la encantada e super sorridente com toda a agitação à sua volta, que nos contagiava essa alegria 🙂

IMG_7296

As datas de abertura dos mercados dependem de lugar para lugar mas, normalmente, começam na última semana de Novembro e terminam no dia 23 de Dezembro. Este ano (2018), os mercados abrem as suas portas a 26 de Novembro e encerram a 23 de Dezembro, mas o melhor é ver o site e consultar as datas de inicio e horários.

Cathedral X-Mas Market

Junto à famosa Catedral, encontra-se um mercado de natal onde se pode admirar o maior Pinheiro com decorações de Natal da região da Renânia, com cerca de 25 metros de altura e de onde saem milhares de LED’s, formando uma tenda de luzes enorme. É lindíssimo passar por lá durante a noite e apreciar todo aquele brilho por cima de nós.

IMG_6886

DSCN6595

DSCN7137

Passei várias vezes por este mercado e explorei-o de uma ponta a outra, principalmente por ter uma localização tão central e por ter sempre muita animação.

Quando a noite cai, o mercado fica completamente a abarrotar e é praticamente impossível transitar normalmente, o que por vezes tornava-se um pouco confuso. Apesar de estar sempre a rebentar pelas costuras, as pessoas que por lá andam estão com espirito natalício em alta e, por isso, não há grandes stresses nem atropelos, para passarem uns por cima dos outros.

IMG_6890

IMG_7327

A quantidade de pessoas que lá circula quando cai a noite.

IMG_5071

IMG_7309

Mas, encontramos um sítio junto ao edifício do Museu Romano-Germânico que, normalmente, estava um pouco mais calmo. Além disso, também tinha um músico que tocava óptimas músicas natalícias, o que contagiava toda a gente! 🙂

DSCN7152

Old Market Christmas

IMG_6905.JPG

É o maior e mais tradicional da cidade, o “Heimat der Heinzel”, ou Casa do Gnomos. Este mercado é enorme, começa na praça em frente ao Rathaus, espalha-se pela Alter Markt e vai descendo até à praça Heumarkt.

IMG_6913

Este mercado é uma homenagem aos gnomos. Existe uma lenda que diz que os Heinzelmännchen (gnomos de casa) realizavam todos os tipos de trabalhos para os habitantes locais de Colónia; Preparavam a comida, costuravam as roupas, consertavam os sapatos… Por isso, neste mercado pode encontrar-se inúmeros gnomos na sua decoração. Todas as ruas têm um tema diferente, mostrando as actividades que eles faziam nas suas guildas.

IMG_6912

DSCN6672

DSCN6770

Neste mercado existe uma pista de patinagem bem grande. Um dos bares encontra-se no 1º andar, mesmo de frente para à pista, o que permite ver em primeiro plano os espalhanços que lá iam acontecendo… :p

DSCN6674

Um dia ainda quero patinar numa pista de gelo num mercado de natal. Que fique bem claro que não sei patinar! Será uma forma de proporcionar boas gargalhadas aos outros quando me  virem a cair, já que o mesmo acontece comigo quando estou a assistir às quedas dos outros. 😛 Mas, ainda não consegui convencer ao Sérgio para ir comigo…já que é para fazer figuras, aos pares é bem mais engraçado,não? Talvez este ano, Sérgio? 😀

Gostei particularmente deste mercado, principalmente pela sua decoração e pelo ambiente que se encontra por lá. Por os vendedores estarem vestidos com trajes adequados à sua profissão e, também, pelas barraquinhas onde podemos ver os artesãos demonstrando as suas habilidades, como por exemplo o ferreiro a moldar o ferro.

IMG_5137

IMG_5149

DSCN6671

Harbour Christmas

Este mercado encontra-se mesmo junto ao museu do chocolate. É um mercado pequeno, mas com um cenário bem pitoresco, com vista para o Rio Reno.

IMG_6932

Angel´s Christmas Market

Na praça Neumarkt encontra-se o Angel´s Christmas Market, o mercado mais antigo de Colónia.

Como o nome indica, a sua decoração centra-se à volta de anjos, desde as barraquinhas até figurantes vestidas a rigor que por lá se passeiam, o que torna o ambiente deste mercado algo muito diferente e encantador.

DSCN6872

DSCN6867

IMG_7051

Enquanto estava a saborear um delicioso vinho quente, vejo uma rapariga vestida de anjo em cima de um cavalo a passear pelo mercado e a distribuir doces pelas crianças… Esta é uma das razões que gosto tanto de visitar os mercados de Natal, por estar constantemente a ser surpreendida enquanto lá estou e, sem estar à espera, momentos como este arrancarem-me um sorriso. É nestas alturas que me sinto abençoada e uma sortuda por conseguir viver estes momentos únicos 🙂DSCN6861

IMG_4275

Aqui também podemos encontrar uma loja da Kathe Wohlfahrt. Não deixem de entrar e deliciem-se com as magnificas decorações de natal 🙂

DSCN6857

Apesar de não ter sido o meu mercado preferido de Colónia, acho que vale muito a pena visitá-lo por ter uma temática tão diferente de outros mercados que já visitei.

Schokoladen Museum – Museu do Chocolate em Colónia

Quem gosta de chocolate, uma visita a este lugar é obrigatória!

DSCN6734

Hans Imhoff (1922-2007), um apaixonado fabricante de chocolates, teve durante muito tempo um sonho; abrir um museu de chocolate e, lá dentro, ter uma fonte de chocolate.
A 31 de Outubro de 1993, após um período de construção de 13 meses, o Museu do Chocolate foi inaugurado. Tornou-se um sucesso na história dos museus alemães, algo que ninguém pensou ser possível. Com cerca de 600.000 visitantes por ano, é a instituição cultural mais frequentada em Colônia.

DSCN6718

Aqui podemos encontrar toda a história do chocolate, desde o seu início até aos produtos contemporâneos e métodos de produção.

DSCN6696

IMG_5167

Logo no início do percurso passamos pela casa tropical. Trata-se de um pedaço de selva dentro do museu. Aqui experimentamos, com todos os sentidos, como se sente o clima na floresta tropical e descobrimos a vida vegetal ao redor do cacaueiro.

DSCN6686

Seguidamente,  encontram-se os moldes, que nos permite ver como as estatuetas de chocolate são produzidas. Aqui descobrimos as etapas necessárias para produzir os coelhinhos da Páscoa, os elefantes ou o Pai Natal em chocolate.

A fonte de chocolate é a marca registada deste museu. Com três metros de altura, é constantemente preenchida com 200 kg de chocolate Lindt fresco. Os deliciosos aromas que dali saem são uma verdadeira tentação e junto à fonte encontra-se uma das mestres chocolateiras a satisfazer a nossa gula… mergulha uma bolacha no chocolate da fonte e vai distribuindo pelos visitantes… Que delícia 😀

DSCN6711

O atelier de chocolate é o departamento criativo do museu e ali podemos criar a nossa própria tablete de chocolate. Escolhemos o tipo de chocolate (branco, leite ou negro), e depois podemos escolher entre vários ingredientes disponíveis, desde frutas secas a gomas. E o melhor de tudo é que podemos assistir à produção da nossa criação.

IMG_5179

No final, passamos pela loja, o que é uma verdadeira tentação! O difícil é sair de lá sem comprar nada… Obviamente que tive que trazer umas recordações! E, quando fui pagar , ainda me ofereceram um chocolate! 😀 Ah, e quando adquirimos o bilhete de entrada, já me tinham oferecido um pequeno chocolate da Lindt. Precisam de mais algum pretexto para visitar este lugar? 😛

IMG_6960

DSCN6720

Morada: Am Schokoladenmuseum 1A

Horário: 10 às 18 Hrs de Segunda a Sexta / 11 às 19 Hrs Fins de Semana e Feriados. Última admissão uma hora antes de fechar.

Preço: 11,50€

Lüneburg

Se ficamos fascinados com Hamburgo, em Lüneburg ficamos completamente apaixonados por esta pequena cidade.

Só descobrimos a existência desta cidade poucos dias antes de partirmos. Estávamos a ver vídeos no youtube sobre Hamburgo e num deles falava sobre Lüneburg. Decidi pesquisar e quando vi uma cidade com uma arquitectura com estilo Backsteingotik (da qual sou completamente apaixonada) não pensei duas vezes, tínhamos que reservar um dia para ir a Lüneburg!

DSCN4604

É relativamente perto de Hamburgo e muito fácil de chegar, através de comboio (mais pormenores de como chegar a Lüneburg no final do post).

Lüneburg é uma das cidades mais fascinantes do norte da Alemanha. E foi das poucas cidades do país que conseguiu manter a zona histórica intacta, durante a Segunda Guerra Mundial. Por isso, ainda preserva o seu centro medieval e a maior parte das casas são as originais, com centenas de anos.

DSCN4673

Lüneburg cresceu devido à exploração do sal. Por mais de 1000 anos e até 1980 os seus habitantes exploraram o sal existente na região, período no qual a cidade viveu os seus anos de riqueza.

Mas, devido a essa actividade, Lüneburg pagou uma factura muito cara. A exploração foi tão intensa que parte do solo, literalmente, abateu. Por esse motivo é que se vê espalhados pela cidade inúmeros prédios tortos e ruas com a calçada desnivelada.

DSCN4585

Apesar do seu lado negativo, esse é um dos factores que fazem com que esta cidade tenha um atractivo extra!

Lüneburg não tem nenhum monumento de visitação “obrigatória”, pois a cidade num todo é a principal atração mas, existem alguns lugares que não se pode deixar de visitar.

  • Praça Am Sande

DSCN4753

Nesta praça existem vários edifícios atingidos pelo problema que relatei anteriormente, ou seja, alguns prédios encontram-se tortos devido ao abatimento do solo.

DSCN4583

Numa das extremidades da praça encontra-se o belíssimo edifício da Câmara do Comércio, que se destaca por ter as cores de cinzento e branco.

IMG_4521

IMG_4694

Na outra extremidade encontra-se a igreja St. Johannis, que na altura tinha um mercado de natal bastante acolhedor e com toda a sua envolvência tornava-o especial.

 

  • Ruas Heiligengeiststraße e Grapengieberstraße

“Percam-se” nestas ruas, pois a arquitectura dos edifícios é simplesmente imperdível.

DSCN4615

  • Die Alte Raths-Apotheke

Não deixem de passar por esta farmácia, estabelecida em 1524, pois tem uma fachada com pormenores incríveis!

IMG_4533

DSCN4627

  • Markt

Principal praça da cidade onde o grande destaque vai para o Rathaus, construção iniciada no século XIII. A sua fachada é impressionante e bastante diferente do que se encontra no resto de Lüneburg.

DSCN4640

Nesta praça havia o maior mercado de natal da cidade. Passamos imenso tempo por aqui, entramos numa das barraquinhas e saboreamos as deliciosas salsichas alemãs e bebemos um delicioso vinho quente (eu! O Sérgio ficou-se pela cerveja :p)

IMG_4668

 

 

Acho que Lüneburg foi o local onde tive mais dificuldade em encontrar um souvenir (gosto de comprar um objecto para colocar na árvore de Natal alusivo ao sítio, assim quando vou montar a àrvore recordo-me das viagens), entrei, literalmente, em todas as lojas que vi… E nada de souvenirs… Quando já estava quase a desistir, vi o Posto de Turismo (mesmo ao lado do Rathaus) e decidi lá entrar! E finalmente consegui comprar uma bolinha de natal de Lüneburg! 😀

IMG_4678

Toda contentinha depois de finalmente ter encontrado um efeito de natal de Lüneburg 😀

Fica a dica para quem quiser comprar alguma recordação deste local 😉

  • Wasserviertel

Antigo porto da cidade, era daqui que exportavam o sal em direcção a Lübeck.

IMG_4578

Dessa época ainda resta o Alter Kran, um guindaste portuário medieval. Construído em 1797, era na altura um dos guindastes mais poderosos em todo o norte da Alemanha. Actualmente, é um dos marcos da cidade.

IMG_4580

É bastante agradável passear por esta zona e existem muitos restaurantes e bares com esplanada, onde se pode descontrair e a apreciar toda a beleza deste local.

IMG_4564

DSCN4662

DSCN4656

Mas o melhor de Lüneburg é “perder-se” e deixar-se surpreender pelo que se vai encontrando (e vai surpreender-se muito!). A cidade não é muito grande e dá para ver tudo, perfeitamente, em apenas um dia.

Como chegar a Lüneburg a partir de Hamburgo:

A partir da estação central de Hamburgo existem comboios a cada hora para lüneburg.

Um bilhete para cada trajecto tem um custo de 8,70€. Nós adquirimos um bilhete diário de grupo para as áreas ABCDE que custou 26,50€, o que nos compensou. O bilhete de grupo permite até 5 pessoas viajarem durante todo o dia.

Mercados de Natal em Hamburgo

A principal razão que nos levou a Hamburgo foi os seus mercados de natal. E apesar de a cidade nos ter surpreendido bastante e termos conseguido conhecer muito de Hamburgo, também passamos bastante tempo nos mercados de natal. Estes foram os que visitámos:

  • Rathausmarkt

O principal e maior mercado de natal fica em frente à Rathaus e é um dos mais famosos e respeitáveis mercados de natal da Alemanha.

DSCN4358

Mas também não é difícil perceber porquê. Toda a envolvência das barraquinhas do mercado e, como pano de fundo, o lindíssimo edifício do Rathaus tornam este cenário lindíssimo.

DSCN4498

Assim que entramos num mercado os nossos sentidos são logo despertados com o cheiro dos frutos secos caramelizados, das típicas salsichas e do popular Glühwein (vinho quente).

IMG_4467

Estes vinhos são servidos em canecas decoradas com motivos de natal e com o nome do respectivo mercado, por isso, todos os mercados têm um caneca diferente. Eu costumo ficar com as canecas, como souvenir. Nesta viagem trouxe duas, uma deste mercado outra da cidade de Lüneburg 🙂 Ao comprarmos a bebida temos que pagar uma pequena caução (cerca de 3€), e ao entregarmos a caneca devolvem-nos o dinheiro da caução. Como fiquei com a caneca fiquei sem esse dinheiro, mas quero fazer uma colecção dos diferentes mercados de natal que já fui. Já tenho 4! 🙂

DSCN4511

Uma das grande atracções deste mercado de natal é o pai natal no seu trenó que sobrevoa o mercado (através de um cabo de aço de 100 metros). Quando assistimos já era de noite e praticamente não se via o cabo. Dava mesmo a sensação que o trenó estava a voar sobre as nossas cabeças. Imagino que as crianças delirem com este espectáculo, pois eu fiquei toda derretida a assistir aquilo…

O pai natal vai visitar o mercado diariamente, às 16h, 18h e 20 h.

 

 

Uma das barraquinhas com mais movimento neste mercado é a da Käthe Wohlfahrt, uma loja especialista em decorações e artigos de Natal. Até fazem filas para lá entrar, mas vale muito a pena a espera!! A loja é uma tentação para os amantes do Natal, com artigos lindissímos, desde enfeites para a árvore de natal a presépios. O díficil mesmo é não comprar nada por aqui… Até o Sérgio que não liga nada ao Natal, andava todo contentinho a ver os artigos da loja :p

IMG_4728

  • Mercado de Natal em Gerhard-Hauptmannplatz

Este mercado de natal vai da Hauptbahnof (estação central de comboios) até à Rathaus, passando pela principal rua comercial da cidade, a Mönckebergstrasse.

DSCN4536

É uma área enorme, cheia de barraquinhas a fazer as delícias de miúdos e graúdos 🙂

IMG_4271

IMG_4290

Neste mercado existe um espaço que gostamos bastante, a Winterwald, uma zona onde parecia que tínhamos sido transportados para o meio de uma floresta, pois estava recheada de pinheiros e outros arbustos. Um recanto mágico e super acolhedor.

IMG_4282

Como passamos por aqui, durante o dia e durante a noite, conseguimos ver a diferença e a dinâmica que os mercados ganham a partir do final da tarde. Durante o dia estava praticamente vazia mas, durante a noite, quase que não conseguíamos caminhar sem dar um encontrão a alguém…

IMG_4274

E não é só de turistas que estes mercados de natal estão cheios. Na realidade, os locais são a grande maioria. Saem do trabalho e vão conviver com amigos e/ou familiares, beber um vinho quente, fazer compras de natal… É um espectáculo ver todo aquele convívio e alegria e isso é contagiante! É impossível estarmos tristes enquanto estamos num mercado de Natal.

DSCN4311

DSCN4315

  • Magia Branca em Jungfernstieg

Este mercado distingue-se dos outros por ser formado só com barracas e luzes brancas. Situa-se na avenida de luxo em Hamburgo, onde se encontram muitas lojas exclusivas.

DSCN4327

As barracas estão nas margens do Lago Alster e fazia mesmo muito frio quando lá fomos, por isso, estivemos pouco tempo por lá…

  • Mercado de St. Petri

As barracas colocadas à volta do igreja mais antiga da cidade, fazem este mercado ser bastante acolhedor.

IMG_4448

IMG_4453

Tivemos pouco tempo por aqui, foi mesmo só de passagem.

  • Reeperbahn

Nesta conhecida rua de Hamburgo, famosa por aqui se encontrar o Red Light District, também existe um mercado de Natal.

DSCN4971

Nem éramos para vir aqui, mas como ainda faltavam algumas horas para o nosso voo, decidimos dar aqui um pulinho. E ainda bem que o fizemos, pois foi o mercado que mais nos surpreendeu, principalmente por ser tão diferente do que estamos habituados.

IMG_4860

É um mercado de natal normal, mas a grande diferença está nas suas decorações mais viradas para o erotismo e nos artigos pouco convencionais que encontramos à venda. Aqui podemos encontrar vários artigos eróticos com decoração de natal.

DSCN4977

IMG_4862

Numa área fechada, numa extremidade do mercado e apenas acessível a adultos, existe uma tenda onde é possível assistir a shows de striptease.

IMG_4866

Estes são só alguns dos mercados de natal que a cidade de Hamburgo oferece, existem muitos mais. Mas claro, que com apenas 3 dias era-nos impossível percorrer todos e também conhecer minimamente a cidade.

Podem consultar este site para conferirem as datas, detalhes e localização dos mercados.

Geralmente todos os mercado de natal funcionam das 10 da manhã às 9 da noite e, às sextas, sábados e domingos, prolongam-se até às 10 da noite.

Nem que seja apenas uma vez na vida tem que mercado de natal! É mesmo uma experiência única e encantadora, por momentos voltamos a ser crianças e vivemos a magia do natal como tal.

U-434: Museu Submarino Russo

Quando soubemos que em Hamburgo era possível visitar o interior de um submarino não quisemos perder essa oportunidade.

O U-434 é um submarino espião russo construído em 1976 e possui mais de 90 metros de comprimento. Sendo um dos maiores submarinos não nucleares do mundo, esteve ao serviço da marinha Russa até Abril de 2002.

Actualmente é possível entrar e visitar este submarino que se encontra em St. Pauli, em Hamburgo, muito próximo ao tradicional mercado de peixe.

Os bilhetes para visitar este museu são adquiridos na loja de souvenirs mesmo em frente ao submarino. Por não sabermos a sua localização exacta (pois não consegui encontrar no gps do tlm), andamos algum tempo à procura do mesmo. Uma coisa tínhamos certeza, tinha que estar dentro de água! Por isso, fomos caminhando sempre perto do mar e finalmente vimos a loja… Mas está um pouco mal sinalizada e pode passar despercebida aos mais distraídos.

Com os bilhetes comprados lá entramos no submarino!

Só estando lá dentro é que temos uma pequena noção do que é viver num espaço tão reduzido!

Os espaços são muito apertados e a grande maioria é ocupada por centenas de tubos, válvulas e torpedos. E, no meio dessa confusão, existem pequenos espaços onde a tripulação dormia, fazia as refeições ou cuidava da sua higiene diária. As condições são muito precárias, mesmo para as tarefas mais básicas…

A tripulação era constituída por 84 militares, divididos em 16 oficiais, 16 suboficiais e até 52 marinheiros. Sinceramente é-me muito difícil imaginar tantas pessoas em espaços tão reduzidos. Devia ser mesmo muito complicado viver tanto tempo nestas condições.

Havia uma cama de beliche para cada três membros da tripulação, pelo que as mesmas estavam constantemente ocupadas. Apenas os oficiais tinham outras regalias e tinham a sua própria cama.

O tempo máximo que o submarino podia estar submerso com a totalidade da tripulação era de aproximadamente três dias. Depois disso, o submarino teria que emergir pelo menos até a profundidade do periscópio para conseguir reabastecer-se de ar.

Para quem sofre de claustrofobia, não é aconselhável visitar um submarino! Eu não gosto de estar muito tempo em espaços pequenos e, no final, já estava a ficar um pouco aflita  por nunca mais ver a saída.

Também devem levar roupas confortáveis, pois a passagem de um compartimento para outro é feita através de pequenas escotilhas.

No interior do submarino não existe muita informação disponível ao visitante. Nós tínhamos um flyer que nos forneceram com a aquisição do bilhete, onde estavam várias especificações técnicas e dessa forma não nos sentimos muito à “nora” durante a visita.

Acho que existe a possibilidade de alugar um áudio-guia, mas só está disponível em alemão e russo…

O site está todo em alemão e tive alguma dificuldade em conseguir várias informações, desde horários a preços…

Morada: St. Pauli Fischmarkt 10, Hamburgo

Horário: Segunda a Sábado 09 às 20 hrs / Domingo 11 às 20 hrs

Preço: Adultos 9€ / Crianças (6-12 anos) 6€

Site: www.u-434.de