Estúdio de Cinema: Atlas Corporation Studio

Não podíamos sair de Ouarzazate sem visitarmos um estúdio de cinema, uma vez que a cidade é muito conhecida devido à sua importância para a industria do cinema.

IMG_1786

Esta região é um dos locais de Marrocos mais utilizados como cenário por realizadores de cinema de todo o mundo. Além das paisagens magníficas, alia-se ao facto das produções aqui terem um baixo custo. Outro atractivo da zona é a luz, uma vez que o sol brilha pelo menos durante 300 dias por ano.

Existe mais do que um estúdio de cinema na cidade, onde é possível visitar, nós fomos ao Atlas Corporation Studio, que é o maior estúdio da cidade.

Nestes estúdios foram filmados diversos filmes famosos de Hollywood, como a Joia do Nilo, Cleópatra, Gladiador, Asterix e muitos mais.

DSCN7875A aquisição dos bilhetes para acedermos ao estúdio é feita na recepção do hotel Oscar, hotel que fica situado dentro dos estúdios. O bilhete dá direito a um guia, que por sinal era bastante simpático, e falava em inglês e também francês.

Assim que começamos a visita deparamo-nos com um avião, que foi utilizado por Michael Douglas no filme A Jóia do Nilo.

DSCN7880

Percorrer o estúdio é como se fossemos fazendo várias viagens, num momento encontramo-nos em frente a um templo budista, andamos mais um pouco e deparamo-nos com estátuas egípcias…

DSCN7979

Visitar este estúdio de cinema é viajar pelos cinco continentes com apenas alguns passos.

DSCN7885

Não fazia ideia da quantidade de filmes conhecidos que aqui foram filmados…

DSCN7886

Mercado dos Escravos, filme “Gladiador”

Passamos pelo mercado dos escravos, que foi utilizado no filme “Gladiador”.

DSCN7897

DSCN7952

IMG_1829

Cenários do filme a  “Cleópatra”.

DSCN7963

Fortaleza utilizada na série “Guerra dos Tronos”

Ao longe encontra-se uma fortaleza onde recentemente foi utilizada para filmar diversos episódios da série “Guerra dos Tronos”, e antes disso, tinha servido de cenário para o filme ” Kingdom of Heaven”.

DSCN7918À medida que vamos percorrendo os vários cenários, apercebemo-nos que alí tudo não passa de uma ilusão…

Os enormes templos que no cinema parecem pedra rija, não passam de esferovite e madeira.

Na parte de trás dos cenários todos perfeitos, encontra-se uma estrutura em madeira.

IMG_1795

O nosso guia disse-nos para levantarmos uma “pedra” enorme que foi utilizada no filme “Astérix e Obélix”, e imaginem, era leve que nem uma pena 🙂

É a magia do cinema 🙂

DSCN7997

Esta paisagem, com o Atlas lá ao fundo e os seus picos cobertos de neve, já serviram de cenário para filmes que supostamente se passaria nos Himalaias… E não é que faz mesmo lembrar? 🙂

A ilusão do cinema é mesmo fantástica 🙂

Informações:

Bilhete de Entrada: 50 Dirham (cerca de 5€), com direito a guia.

Oásis de Fint

A segunda paragem do dia foi no Oásis de Fint.

DSCN7816Este Oásis fica situado a cerca de 11 km da cidade de Ouarzazate.

DSCN7824DSCN7848No fundo de um vale rochoso, inserido numa paisagem árida, encontra-se este fantástico Oásis, coberto de palmeiras junto ao rio.

DSCN7840É impressionante ver toda esta paisagem, montanhas de um lado e do outro lado apenas verde, do palmeiral.

IMG_1779

Apesar de apenas termos apreciado este Oásis de cima, pois não tínhamos muito tempo, é possível passear no meio das palmeiras ou até saborear um delicioso chá de menta, e relaxar ao mesmo tempo que admiramos  toda aquela paisagem.

Kasbah Taourirt

Tínhamos apenas uma manhã em Ouarzazate, por isso, bem cedo despedimo-nos do simpático e prestável staff do Riad Rita e fomos conhecer um pouco da cidade.

A primeira paragem foi no Kasbah Taourirt, que é um dos mais importantes de Ouarzazate, e o segundo melhor preservado do país.
DSCN7708Mas afinal o que é um Kasbah? São fortificações típicas do norte de África e eram o local onde as populações se protegiam de invasões e ataques, mas também onde podiam proteger-se de tempestades de areia, assim como, de outras intemperes climáticas.

DSCN7809Os Kasbab são feitos de adobe (massa que mistura argila, estrume e palha) e que depois são secos ao sol, e podem durar séculos. Este género de construção funciona como isolamento térmico, dessa forma permite que a temperatura do interior da habitação seja sempre agradável, independentemente da temperatura exterior.

DSCN7788

O Kasbah de Taourirt foi construído no século XVIII e foi um dos palácios do paxá El Glaoui, que foi um dos célebres líderes políticos de Marrocos, da primeira metade do século XX.
DSCN7709

Assim que entramos no Kasbah vários guias “ofereceram-nos” os seus serviços, mas achamos que a quantia que nos estavam a pedir era um pouco elevada, além do mais tínhamos apenas cerca de uma hora para visitar este kasbah, por isso, não podíamos perder muito tempo…

DSCN7725

O interior do Kasbah é um verdadeiro labirinto. Todos os espaços estão vazios e sem qualquer informação ou explicação, o que tornou a visita um pouco decepcionante, uma vez que não compreendi o que eram e para que serviam os espaços que ia percorrendo…

DSCN7726

Quem visitar este kasbah com tempo recomendo que contrate um guia, para tentar perceber melhor a história deste lugar.
DSCN7737A escadaria labirintica vai dando acesso a salas com diversos tamanhos, umas maiores outras mais pequenas, umas apenas com as paredes, sem qualquer decoração nas mesmas, mas todas elas tinham janelas pequenas e bem baixas.

DSCN7753

Das janelas do Kasbah temos uma vista privilegiada para a cidade assim como para o palmeiral.

DSCN7736

Depois de percorrermos diversas salas sem muito para ver, chegamos a uma parte onde as divisões ostentavam tectos de madeira bastante trabalhados e com cores bem vivas.

DSCN7775

DSCN7742

DSCN7733

E é impossível não soltar um “Uau” ao admirar todo aquele trabalho minucioso.

Além dos tectos, algumas salas tinham as paredes decoradas com azulejos bem coloridos.

DSCN7765Numa das salas, havia um grupo com guia,  eu colei-me a esse grupo e ouvi um pouco da explicação, ele disse que os azulejos eram portugueses, será?! Não encontrei nenhuma informação que confirmasse isso…

DSCN7797

Para entrarmos neste kasbah tivemos que desembolsar 20 Dirham  (cerca de 1,90€).

Hotel Dar Rita

DSCN7701A nossa estadia em Ouarzazate foi no Dar Rita, hotel gerido pelos irmãos portugueses Rita e João Leitão, foram também eles que organizaram a nossa tour por Marrocos.

O hotel fica situado no bairro de Tassoumate, na cidade de Ouarzazate. À medida que íamos aproximando do hotel comecei a assustar-me… Estávamos num bairro muito pobre e não havia nenhum turista à vista… O jipe parou, o nosso guia começa a tirar as nossas malas, e disse-nos que o resto do caminho tinha que ser feito a pé…  O chão não era o mais indicado para fazer deslizar o trolley, por isso lá carreguei com a mala e a pensar que ia ser desta que ia ficar sem os meus rins :/

Apesar do susto inicial, o bairro é seguro e tranquilo.

DSCN7687A caminhada foi curta, passado pouco tempo chegamos ao hotel, e fomos muito bem recebidos pelos funcionários. Super atenciosos e simpáticos.

Como é habitual em Marrocos, fomos recebidos com um chá de menta.

Depois do chá fomos para os respectivos quartos.

DSCN7655

Os quartos, assim como todo o hotel, tem um decoração exótica e incrível, tudo com muito bom gosto.

DSCN7696

Os quartos são espaçosos, confortáveis e tínhamos à nossa disposição alguns “luxos” que tornou a estadia um pouco mais confortável, desde jarro com água potável, lenços de papel, sabonete, gel de duche, shampoo, assim como, toalhas de banho e rosto.

DSCN7660

Foi neste hotel onde tomei o melhor banho durante toda esta viagem, a água do chuveiro era muito abundante e bem quentinha 🙂

DSCN7680

As refeições (jantar e pequeno-almoço) foram servidos na sala de jantar/estar. O jantar estava simplesmente divinal, tanto na qualidade como na quantidade.

DSCN7690

DSCN7689

O pequeno almoço era continental e tinha muita variedade, foi sem dúvida um dos melhores que tomei durante esta viagem.

DSCN7688

Este riad é o local ideal para descansar durante a viagem por Marrocos, a caminho de Marraquexe, como era o nosso caso, ou para o deserto.