Cordilheira do Atlas

Eram 7 horas da manhã quando o nosso despertador anunciou o nosso primeiro dia oficial em Marrocos, o dia começava cedo pois tínhamos muitos quilómetros pela frente…

Saímos de Marraquexe num jipe 4×4, conduzido pelo motorista contrato na tour, para o nosso destino final desse dia, as Gargantas de Dades. Mas pelo caminho fizemos várias paragens… E a primeira delas foi a cadeia montanhosa do Atlas.

DSCN7016

Deixamos para trás o trânsito caótico de Marraquexe e aventuramo-nos pelas estradas apertadas, com curvas contra curvas, para cruzarmos as montanhas do Atlas. Aqui, as regras de trânsito são simplesmente ignoradas! O importante é chegar ao destino o mais rápido possível… 🙂

Afastamo-nos um pouco de Marraquexe e conseguimos visualizar os picos das montanhas cobertos de neve.

DSCN6960

O Atlas é a maior cadeia montanhosa do norte de África, e abrange Marrocos, Argélia e a Tunísia. Este é o ponto de passagem para quem procura o deserto…

DSCN6966

Mantive os olhos sempre fixos no vidro do carro, para absorver toda a beleza que estava ao meu redor…

IMG_6328

Mal fizemos a primeira paragem para apreciar melhor os picos das montanhas, fomos abordados por vários berberes, que apareceram do nada, para tentarem vender pedras semi-preciosas. Todas elas tinham uma cor lindíssima e hipnotizante, acabei por não comprar nada aqui… Mas fui enganada noutro dia… Mais tarde, em conversa com o funcionário do Riad que ficamos em Marraquexe (nos últimos dias), disse-nos que essas pedras são falsas… Pintam as pedras para apresentarem aquela cor tão surreal… #fomospoucoenganados

DSCN6963As montanhas são habitadas principalmente pela população Berbere, um povo livre. Apesar de serem muçulmanos preservam uma cultura muito própria e até tem o seu próprio idioma.

IMG_6336IMG_6357DSCN6987

O pico mais alto é o Jbel Toubkal, a 4167 mt de altitude, e só é possível aceder através de trekking.

O ponto mais alto que nós atingimos, de carro, foi no Tiki N´Tichka, que situa-se a 2260 metros de altitude.

IMG_6367DSCN7013  DSCN7024      IMG_6383

Só neste bocado que percorremos passamos por várias paisagens diferentes, deixamos uma cidade frenética para trás, atravessamos o atlas e vimos neve, passamos por pequenos vilarejos, com as casas de pedra ou de terra, que podem perfeitamente passar despercebidos aos mais desatentos, passamos por zonas mais verdejantes, por locais mais áridos…

A viagem ainda mal tinha começada e já estava fascinada por este país… 🙂