Malta na prática: Voos, Transportes, Alimentação e Alojamento.

Nesta publicação vou deixar-lhes algumas dicas úteis que poderão ajudar-lhes a planear a vossa viagem até Malta.

Voos

Existem voos directos para Malta, a partir de Lisboa, através da companhia aérea Air Malta.

Na low-cost Ryanair há voos directos do Porto.

img_8773

Como nós somos do Algarve e a distância ao aeroporto de Lisboa e de Sevilha é praticamente a mesma, apanhamos o avião em Sevilha, com a companhia aérea Ryanair.

Alojamento

As melhores zonas para se hospedarem é em Sliema ou St. Julian´s, pois são locais muito bem servidos de transportes públicos e também onde se encontra facilmente restaurantes e locais de diversão nocturna.

Nós alugámos um apartamento através do Airbnb em St. Julian´s. Existe uma vasta oferta de alojamentos nestas zonas, entre hotéis e apartamentos, tanto no Airbnb como no booking.

Aluguer de Carro

Apesar dos transportes públicos serem económicos e os autocarros cobrirem todo o território do país, a forma mais eficiente e rápida para nos movimentarmos em Malta é alugar um carro.

Para quem quer explorar bem Malta e não tem muito tempo disponível, a verdade é que vai ficar muito condicionado pelos horários se optar pelos transportes públicos. Assim sendo, optamos por alugar um carro, o que nos deu mais liberdade e permitiu-nos efectuar um roteiro mais eficiente de forma a aproveitarmos todos os minutos que lá passamos.

Nós alugamos o carro através do site Rentalcars. Este site além de permitir fazer uma comparação de valores e veículos entre as diversas empresas de aluguer, tem ainda disponível um ranking com reviews, que nos dá uma noção do grau de satisfação com cada uma das empresas.

img_8896

Como decidimos muito em cima da hora que iríamos alugar carro, a escolha já não era muita e o melhor preço que conseguimos foi na GoldCar. Apesar de ter corrido tudo bem com o aluguer do carro o processo de entrega do mesmo foi muito lento. A fila no balcão desta empresa era enorme e levamos duas horas até finalmente conseguirmos sair do aeroporto com o carro…

A condução em Malta

Um dos senão pelo qual não decidimos logo alugar carro é porque em Malta conduz-se pela esquerda! Não cheguei a conduzir, mas é muito atrofiante ir a pendura do outro lado da estrada. O nosso cérebro está tão processado a conduzir pela direita que no inicio é tudo muito confuso e, até uma simples rotunda que estamos habituados a encontrar à nossa esquerda, por lá encontra-se no nosso lado direito e é muito fácil só a vermos depois de já a termos passado… 😮

Na condução verifica-se que os Malteses descendem dos Italianos… são igualmente doidos a conduzir, mas nada que nós portugueses já não estejamos habituados, não é verdade? 🙂

Estacionamento

O estacionamento era outro dos factores que me deixava um pouco receosa em alugar carro, pois li que era muito difícil encontrar estacionamento, principalmente nas cidades grandes. Então, quando escolhemos o apartamento escolhemos um que tivesse opção de estacionamento (ainda que pago à parte) e foi sem dúvida um grande alívio. Apenas em Sliema tivemos algumas dificuldades em encontrar estacionamento, mas tirando isso, estacionamos sempre sem qualquer problema. Em alguns sítios havia cobradores, mas nunca nos pediam um valor fixo, diziam-nos para darmos o que quiséssemos, normalmente entregávamos 1€.

Transportes Públicos

O nosso plano inicial era fazermos as deslocações em transportes públicos, pois é muito económico (para terem uma ideia um passe ilimitado de 7 dias fica a 21€) e cobre grande parte da ilha.

Mas à medida que começamos a organizar a viagem percebemos que em alguns lugares era praticamente impossível chegar através de autocarro ou tínhamos que apanhar dois para lá chegar… Depois, lemos relatos em fóruns de viagem que diziam que os autocarros iam muitas vezes cheios e por vezes chegavam a nem apanhar mais passageiros em algumas paragens por estarem com a lotação máxima… Foi aí que decidimos que talvez fosse melhor alugar um carro, pois ainda para mais íamos viajar com um bebé de dois anos, o que complica ligeiramente a logística.

img_8644

Ainda assim, para quem não quer conduzir, penso que seja viável fazer as deslocações em Malta de autocarro, mas preparem-se para esperarem, principalmente se viajarem em época alta.

O site oficial dos transportes públicos é muito completo e tem toda a informação necessária para planear as nossas deslocações, entre preços, horários e

rotas possíveis.

Custo de vida

Tinha lido que o custo de vida em Malta era muito barato, mas não tive essa opinião (Comparando com o poder de compra de um português), achei que era muito semelhante ao nosso.

Quando fazíamos compras no supermercado achei que era mais caro do que cá.

Comida

A comida maltesa tem influência mediterrânica e italiana e é muito boa. As massas e pizzas fazem parte das ementas da maior parte dos restaurantes. Não deixe de provar os pastizzi, trata-se de um salgado folhado com vários recheios, como o queijo, frango, atum… São uma verdadeira delícia e normalmente são muito baratos (por volta 1€).

dscn8429

img_8728

Um dos pratos que mais gostei foi um ravioli recheados com queijo de cabra, no restaurante Il Kartell, em Marsalforn Bay, em Gozo.

Língua

Apesar do Maltês ser uma mistura complicada entre o árabe e o italiano, praticamente 100% da população é bilingue em Maltês e Inglês, resultado das muitas décadas sob o domínio britânico.

Moeda

Desde 2008 que o Euro é a moeda oficial em Malta.

Esta entrada foi publicada em Dicas de Viagem (Dicas & Gastos por Viagem), Malta com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s