Lagoa Azul na Ilha de Comino | Malta

Vamos começar os posts de Malta da forma mais bela possível, ou seja, com a praia que é considerada uma das mais bonitas da Europa; a Lagoa Azul na ilha de Comino.

DSCN8034

IMG_8229

E não é difícil perceber o porquê dessa distinção… Ainda no barco que nos levava até esta ilha paradisíaca, e apesar da distância que nos separava de Comino ainda ser relativamente grande, já era possível vislumbrar aquele azul hipnotizante da pequena ilha, pelo que não consegui conter um sonoro “UAU”!

IMG_8325

IMG_8265

Esta pequena ilha de Malta tem apenas 3,5 km2 e tem o nome de Comino devido à planta que cresce na região. Considerada em tempos antigos como um lugar perigoso de se viver devido à constante invasão de piratas, ainda hoje é pouco habitada, o que lhe confere um ar de ilha deserta.

DSCN8103

DSCN8097

Apesar de ter ficado completamente fascinada com toda a beleza da Lagoa Azul, fiquei um pouco desiludida pela enorme quantidade de turistas que lá se encontravam.

Dessa forma aconselho que cheguem bem cedo. Nós apanhámos o segundo barco e ainda conseguimos aproveitar alguns instantes de sossego. Mas, a partir das 11h da manhã, começam a chegar vários barcos carregados de turistas, alguns com música bem alta, o que acaba de vez com a paz e a visão paradisíaca do local… E nós fomos no início de Maio, pelo que nem quero imaginar aquele lugar no pico do verão! :/

DSCN8122

DSCN8068

DSCN8077

A maior concentração de pessoas faz-se  junto ao cais, por isso a minha sugestão, se quiserem fugir da confusão, é afastarem-se um pouco dessa parte. Ou ficarem a pernoitar no único alojamento da ilha, o Comino Hotel, pois seguramente terão uma perspectiva bem diferente da ilha quando ao final da tarde todos os barcos turísticos partirem.

Além dos hospedes do hotel, não existe mais nenhum habitante na ilha de Comino; não há estradas, nem carros,  nem restaurantes e não existe mais nenhuma infraestrutura. Mas não se preocupem porque existem várias barracas junto à Lagoa Azul a vender todo o tipo de comidas e bebidas. Desde Hambúrguers, Cachorros, Saladas, Wraps, Gelados e Fruta. Não sei se em todas as barraquinhas era possível efectuar o pagamento através de multibanco, mas na que compramos o nosso almoço era. Pensei que por a oferta ser pouca para tanta procura os preços fossem estupidamente caros, mas não! Foi até bastante acessível! Eu e o Sérgio comemos um hambuguer cada, com uma dose de batatas fritas e dois refrigerantes, o que ficou por cerca de 10€.

DSCN8087

A extensão de areia na ilha é minúscula e essa parte é altamente competida pelos turistas. Há a possibilidade de alugar espreguiçadeiras e guarda-sóis, que dependente do lugar terá o seu custo. O mais caro que vi foi duas espreguiçadeiras + Chapéu de Sol na areia, por 25€ (O dia todo). Se ficar numa espreguiçadeira em cima do rochedo sairá mais barato…

Apesar de só existir areal (e bem pequeno) na parte central da Lagoa Azul, vale a pena fugir da confusão dessa zona e fazer uma caminhada pelo resto da ilha pois as vistas são igualmente deslumbrantes! Fiquei encantada pela Crystal Lagoon.

IMG_8331

DSCN8130

Relativamente à água, como é no Mediterrâneo pensei que fosse mais quente. Não estava completamente gelada, mas imaginava-a bem mais agradável. Desagradável foram as centenas de alforrecas que por lá encontrámos. Tanto o Sérgio como o Ricardo (o amigo que viajou connosco) foram “atacados” por alforrecas e, apesar de não ter sido muito grave, durante todo o dia ficaram com a pele irritada na zona onde elas lhes tocaram.

IMG_8260

Ilha de Gozo lá o fundo.

Apesar das alforrecas, do turismo massivo e de todos os pontos negativos que enumerei, vale mesmo MUITO a pena uma visita a este local. A cor desta água é das mais bonitas que já vi, e é completamente hipnotizante!

IMG_8258

Guia Prático de Comino

  • Como Chegar à Blue Lagoon

Podem aqui chegar através de barco do porto de Cirkewwa ou da cidade de Sliema. A forma mais rápida e mais económica (e a que eu aconselho) é através do porto de Cirkewwa. Como tínhamos carro, dirigimo-nos até lá e ao chegar ao cais existem indicações de onde partem os barcos tanto para Comino como para Gozo. Estacionamos no parque (gratuitamente), compramos os bilhetes e embarcamos. O bilhete custou 10€ (ida e volta), demorou cerca de 15/20 minutos e ainda pararam junto a algumas grutas da ilha.

Mesmo que não tenha carro existe uma paragem de autocarro perto do porto de Cirkewwa.

Podem consultar os horários neste site: Comino Ferries.

Já desde Sliema os barcos demoram cerca de 1:30 Horas e cheguei a ver preços de 30€.

Esta entrada foi publicada em Comino, Malta com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s