Kilmainham Gaol (Prisão) – Dublin

Há quem ache mórbido ou chocante visitar sítios onde aconteceram situações pouco humanas ou deprimentes, tal como prisões ou campos de concentração. Eu não concordo e acho até muito importante fazê-lo, para assim ter-se um conhecimento mais aprofundado do que realmente aconteceu nesses locais e, dessa forma, evitar que situações semelhantes voltem a acontecer no futuro.

Por isso, quando começamos a pesquisar os locais que gostaríamos de visitar em Dublin, decidimos incluir no roteiro uma ida à prisão Kilmainham.

DSCN7584

A antiga prisão que foi inaugurada em 1796, teve um papel fundamental na história da Irlanda pois por aqui passaram muitas das pessoas que lutaram pela independência do País.

Uma visita a este local é uma forma interessante de conhecer alguns dos capítulos da História da Irlanda. É necessário fazer marcação prévia (mais pormenores no final deste post), sendo uma tour com um guia local. E esse é um factor determinante! Sei de pessoas que adoraram e outras que detestaram, muito devido à forma como foi conduzida a visita. Nós tivemos muitaaaaa sorte com o nosso guia pois ele era muito informado e um apaixonado pela História e todos os factos que lá se passaram, conseguindo assim transmitir todo esse entusiasmo às pessoas que fizeram a tour com ele.

 A visita guiada começa na capela da prisão, onde Joseph Plunkett se casou com a sua noiva Grace Gifford pouco antes de ser executado, por ter sido um dos lideres da Revolta da Páscoa. Essa Revolta tratou-se de uma rebelião na Irlanda durante a Semana Santa de 1916, e foi uma tentativa por parte de militantes republicanos irlandeses de ganhar a independência em relação ao Reino Unido.

IMG_7863

O primeiro político a ser preso foi Henry Joy McCracken, detido no dia 11 de setembro de 1796, tendo sido posteriormente condenado ao enforcamento em praça pública.

Nesta prisão os prisioneiros eram colocados todos juntos, independentemente de serem homens, mulheres ou crianças. As escuras e frias celas eram iluminadas apenas com a luz de uma vela, que se verificava ser uma fonte de calor insuficiente para um sítio tão húmido e frio.

DSCN7586

Com a chegada da Grande Fome, entre 1845 e 1849, o número de prisioneiros aumentou drasticamente em Kilmainham. Apesar de toda a Europa ter sofrido com a fome devido a uma doença que contaminou em larga escala as batatas, um terço de toda a população da Irlanda dependia unicamente delas para sobreviver, pelo que foi um dos países mais afectados.

A fome era tanta, que as pessoas cometiam pequenos delitos para serem presas, uma vez que na prisão tinham direito a uma refeição diária, por exígua que fosse. Nessa altura as condições que já não eram muitas, tornaram-se ainda mais precárias… A prisão sofria sérios problemas de sobrelotação e os presos viviam amontoados nas celas.

DSCN7599

Uma das alas mais conhecidas desta prisão é Victorian Wing. Foi inaugurada em 1862, acrescentando-lhe mais 96 celas. Durante esse período, a prisão era regida pelos princípios do silêncio e da separação, sendo a comunicação entre os prisioneiros completamente proibida, tendo que passar a maior parte do tempo nas suas celas.

IMG_7873

IMG_7876

Numa das celas desta ala podemos ver uma pintura que Grace Gifford, esposa de Joseph Plunkett, fez enquanto aqui esteve detida.

Mural of Madonna

Mural of Madonna – Pintado por Grace Gifford, esposa de Joseph Plunkett.

A visita termina no pátio onde aconteciam as execuções. Aqui, entre os dias 3 e 12 Maio de 1916, foram executados 14 homens por terem participado na Revolta da Páscoa.

DSCN7605

DSCN7606

O local exacto onde aconteciam as execuções, está actualmente assinalado com uma cruz.

A prisão deixou de funcionar em 1924.

A visita guiada leva cerca de 1 hora, e quando terminada podemos visitar o museu. Aqui podemos encontrar diferentes objectos que pertenceram aos prisioneiros, tal como  cartas, roupas, entre várias outras coisas.

IMG_7881

Vários filmes e até  um videoclip dos U2 (Celebration) forem gravados em Kilmainham.

Informações Uteis

Preço: Adulto 9€ / Crianças e Estudantes 5€ /Online 8€.

Como este lugar é bastante requisitado e não queríamos correr o risco de lá chegar e já não conseguirmos bilhetes, uma vez que as visitas tem um numero limitado por dia, decidimos comprar o bilhete online ainda em Portugal.

Acedemos ao site (aqui), escolhermos o dia e a hora pretendida, fizemos o respectivo pagamento e logo de seguida recebemos um e-mail de confirmação. Podemos imprimir os bilhetes, através do e-mail que nos enviam. Mas se não o fizerem não há problema, basta chegar à recepção da prisão um pouco mais cedo da hora da visita, e eles imprimem os respectivos bilhetes.

É importante chegar a horas, eles aconselham chegar 15 minutos antes da hora, para não corrermos o risco de não conseguir fazer a visita.

Nós pagamos 16€ pelos dois bilhetes + 1€ pelos custos administrativos.

Morada: Inchicore road 8

Horário: Diferem consoante o mês, o melhor é consultarem o site

Como lá chegar (Transportes públicos)

Luas – Linha Vermelha (paragem mais próxima Suir Road)

Nós não utilizamos os transportes públicos para deslocarmos para a prisão, fizemos o percurso a pé, pois o nosso hotel não era muito distante.

Esta entrada foi publicada em Dublin, Irlanda com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s