East Side Gallery

Berlim é uma cidade que respira história… Após o fim da segunda guerra mundial, as tropas americanas, britânicas, francesas e soviéticas dividiram a cidade em quatro sectores. Para evitar a fuga dos berlinenses para os sectores ocidentais, durante a madrugada do dia 13 de Agosto de 1961 o governo soviético decidiu que as pessoas do “seu lado” deixariam de entrar livremente para o lado ocidental… De um dia para o outro as pessoas acordaram com uma nova realidade… Se o seu emprego fosse do lado ocidental já não podiam ir mais… Se tinham família do outro lado já não podiam visitar…

DSCN5113

Inicialmente foram colocados umas barreiras de arame, posteriormente passaram a muros de cimento. O muro tinha uma extensão de cerca de 150 Km…

DSCN5126

Junto ao muro foram abertas algumas fronteiras para controlar a passagem das pessoas, os Checkpoints… Mas não era qualquer pessoa que podia passar, e antes tinha que passar por um complicado processo de pedido de visto.

E quem tentasse passar o muro era aniquilado…

DSCN5125

No final dos anos 80 a pressão para a queda do muro era grande, manifestações ganhavam cada vez mais adeptos, pedindo pela liberdade de passar para o lado capitalista da cidade.

IMG_5013

Apenas em 1989 o muro começou a ser destruído, mas só começou a ser oficialmente desmantelado em 1990.

DSCN5099

Apesar da maior parte do muro ter sido destruído, ainda existe marcas no chão, por toda a cidade, a registar por onde ele passava.

DSCN5077

Nesta zona ainda existe uma extensão do muro, com cerca de 1,3 Km. Serve de galeria a céu aberto, onde artistas de todo o mundo usam o muro como pano de fundo para as suas obras.

DSCN5081

E foi isso que fomos ver na manhã do terceiro dia em Berlim. Saímos na estação de metro U/S Warschauer. Da estação seguimos a pé até encontrar a ponte Oberbaumbrücke, e aí começa o que resta do muro…

DSCN5044

Ponte Oberbaumbrücke

DSCN5085

A meio do muro encontrei uma loja de souvenirs e reparei que também carimbavam os passaportes com os antigos carimbos dos postos de fronteira, tal como fazem no Checkpoint Charlie. Fui perguntar os preços e era bastante mais acessível aqui, por 3€ tive direito a quatro carimbos.

Carimbei nas últimas folhas do passaporte, com receio de ter algum problema por ter aqueles carimbos no passaporte, mas já viajei depois disto e não tive nenhum problema.

IMG_5028

Percorremos toda a extensão do muro debaixo de um frio de fazer cortar a respiração. Estava tão gelada que cheguei ao ponto de não conseguir sentir grande parte do meu corpo, por isso, quando chegamos ao final do muro e vimos um pouco de sol fomos directos para lá… e lá ficamos uns breves minutos, para ver se não congelávamos alguma parte do nosso corpo 😛

No final do muro existe uma estação de metro ali próxima, a Ostbahnhof. Por isso podem começar a visita ao muro por aqui e depois irem até à estacão que nós chegamos, ou fazer o percurso que fizemos 😉 Mas um coisa é certa, não podem deixar de visitar este bocado de história numa passagem por Berlim! 🙂
DSCN5090

Esta entrada foi publicada em Alemanha, Berlim com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s