Museu do Brinquedo

Tinha lido uma notícia que o Museu do Brinquedo, em Sintra, ia fechar as portas no final do mês de Agosto.

E já que estava alí não podia perder a última oportunidade de conhecer este museu.

Museu do Brinquedo (21)

Os brinquedos presentes neste museu fazem parte de uma recolha feita ao longo de mais de 50 anos pelo coleccionador João Arbués Moreira.

Museu do Brinquedo (9)

A colecção começou a ser constituída quando tinha 14 anos de idade com os brinquedos que lhe iam sendo oferecidos e outros, pertença de pais e avós.

Museu do Brinquedo (5)Com a idade, o poder de escolha e de compra aumentou ao mesmo tempo que crescia a vontade de saber mais acerca das peças que ia encontrando, o seu fabrico, a sua origem, a sua história. Assim começou a pesquisa e aquisição de peças mais antigas e o interesse pela História da Humanidade que os brinquedos tão bem documentam.

Museu do Brinquedo (3)

Brinquedos egípcios com 3000 anos – Berlindes e figurinhas em pedra. Brinquedos romanos com 2000 anos – Guizo e figuras de animais em bronze.

Museu do Brinquedo (6)

Museu do Brinquedo (7)
Com o passar do tempo, a colecção foi aumentando tendo neste momento mais de 60 000 brinquedos diferentes. Havia de preservar e expor este património permitindo ao publico tomar contacto com a maior colecção do género em todo o pais.

Museu do Brinquedo (8)

Museu do Brinquedo (12)Em 1987 foi criada a fundação Arbués Moreira à qual foi doada toda a colecção. Dois anos mais tarde, um acordo com a Câmara Municipal de Sintra para cedência de um espaço permitiu a criação do Museu do Brinquedo.

Museu do Brinquedo (13)

Museu do Brinquedo (11)A colecção continuou sempre a crescer e o espaço tornou-se insuficiente para as peças entretanto adquiridas e doadas. Era indispensável a criação de um novo local de exposição que permitisse albergar toda a colecção e enriquecer a comunicação entre o publico visitante e o Museu.

Museu do Brinquedo (10)

Por essa razão, o museu “mudou-se” para o antigo quartel dos Bombeiros de Sintra.

Museu do Brinquedo (2)Claro que deliciei-me com alguns brinquedos que me fizeram recordar os meus tempos de criança.

Museu do Brinquedo (17)

Museu do Brinquedo (16)

As barriguitas… adorava estas bonecas. Como na altura as barbies não tinham os preços tão acessíveis, como hoje em dia, recordo-me que usava as bonecas barriguitas como filhas da barbie e do ken 🙂

Museu do Brinquedo

Recebi uma boneca Nancy que dançava ao som da música, numa noite de Natal 🙂

Museu do Brinquedo (18)

A ida a este museu fez-me reviver os tempos felizes da infância, onde ficávamos felizes apenas com um chocolate e onde os problemas não existiam 🙂

Museu do Brinquedo (20)

Há várias casas de bonecas no museu e perdi largos minutos a contemplar todos os pormenores deliciosos do interior das casas 🙂

Museu do Brinquedo (14)

Eu toda contentinha a “derreter-me” com uma casinha de bonecas 🙂

Museu do Brinquedo (19)

Além do museu ser fantástico, tem uma vista espectacular para a vila de Sintra.

Museu do Brinquedo (15)

—————————————————-

Actualização 01/09/2014

Apesar do museu do brinquedo em Sintra ter fechado no dia 31/Agosto, li uma notícia onde João Arbués Moreira, filho do criador da fundação e do museu, declarou que espera conseguir reabrir o museu em 2016 e que já houve uma manifestação de interesse por parte da Câmara de Lisboa para albergar o Museu do Brinquedo, na capital.

Lisboa: Electrico 28

O fim de semana prolongado foi o pretexto perfeito para fazer uma escapadinha. E havia melhor lugar para começar o fim de semana que em Lisboa, uma capital europeia, que nos últimos tempos tem vindo a arrecadar inúmeros prémios como o melhor destino turístico?

E além do mais, sempre que consigo, gosto de explorar melhor o meu país, que diga-se de passagem é lindíssimo 🙂

Decidi fazer uma coisa que nunca tinha feito, andar no eléctrico. A linha escolhida foi a famosa nrº 28.

DSCN1406

Apanhei o eléctrico na praça Luis de Camões e saí no Miradouro de Santa Luzia. O bilhete do eléctrico custou 2,85€.

Andar de eléctrico é uma experiência única, é uma das coisas que não podemos deixar de fazer, numa visita à capital.

Em pleno mês de Agosto, o eléctrico estava a abarrotar de turistas, arranjei um espacinho mesmo junto ao condutor, onde entre solavancos, descidas acentuadas e um calor abrasador, cheguei ao Miradouro de Santa Luzia.

DSCN1337

Este miradouro tem uma vista soberba sobre o bairro de Alfama e sobre o rio.

DSCN1331

DSCN1334

Um pouco mais à frente, encontra-se o miradouro Portas do Sol que também tem umas vistas espectaculares, sobre a cidade.

DSCN1349

DSCN1348Daí, subi até ao Castelo de São Jorge. O objectivo inicial era entrar no castelo, mas acabei por desistir pois estava uma fila interminável para comprar bilhete…

Como não entrei no castelo, decidi “perder-me” pelo bairro junto ao castelo e deliciar-me com os certos pormenores, como os azulejos nas fachadas das casas 🙂

DSCN1368

DSCN1357

DSCN1370

Há um enxame de Tuk Tuk em Lisboa.

Há um enorme quantidade de Tuk Tuk a circular em Lisboa. É uma boa opção para quem tem pouco tempo para conhecer Lisboa, apesar de não ser uma alternativa muito económica, pelo que me apercebi uma volta de uma hora pode ficar entre os 50/60€, nada a ver a ver com os preços praticados nos tuk tuk da Tailândia 🙂

DSCN1382

DSCN1397

 Do castelo desci até à Sé para tirar uma fotografia a este belíssimo edifício.

DSCN1410Da Sé segui em direcção ao Terreiro do Paço, onde tive a descansar uns breves momentos, com uma vista fantástica para o rio Tejo.

DSCN1419Depois de tanta caminhada era altura de repor as energias, então, passei pelo Arco da Rua Augusta e procurei pela gelataria Amorino, que sabia que ficava algures na rua Augusta.

Estes famosos gelados além de serem deliciosos tem um formato bastante original, em forma de flor. Pedi três sabores, morango (que é divinal), stracciatella e tiramisú.

Não são os gelados mais baratos, mas valem cada cêntimo! Um cone pequeno é 3,50€, o médio 4,50€ e o grande 5,50€. A escolha nos sabores é ilimitada, podemos escolher os que quisermos, para qualquer cone.

DSCN1429

 

E assim terminou um dia simplesmente fantástico, com as vistas e o estômago satisfeitos 🙂