Paris: 1º Dia

Durante a nossa estadia em Paris, a cidade esteve em alerta máximo para a poluição. A cidade estava toda coberta por uma nuvem acinzentada,  por essa razão alterei um pouco os planos que tinha para o primeiro dia, na cidade luz. Inicialmente, ia passar todo o dia a passear ao ar livre pela cidade, assim, como a poluição era bem visível, decidi passar a maior parte do dia no museu Louvre.

Ainda assim, não pude deixar de começar o dia a rever a Torre Eiffel. O meu primeiro contacto com este extraordinário monumento foi há quase 10 anos, numa viagem por França. A visita foi fugaz, de apenas uma hora, era o tempo que tinha disponível até apanhar o TGV até Rennes.

A visão para a Torre Eiffel é sempre algo de extraordinário, e o primeiro impacto é sempre o mais marcante. Recordo-me perfeitamente da primeira vez que a vi, e desde essa altura, fiquei com um bichinho de cá voltar… Pois, quando lá estive, só tive oportunidade de ver a Torre Eiffel, por isso é que há tanto tempo que queria voltar aqui e conhecer melhor a cidade.

Para o Sérgio era a sua primeira vez em Paris, e ficou tão fascinado com a imponência da Torre Eiffel que quis subir ao cima da torre. Como não tinha incluído esse programa no itinerário, uma vez que o tempo disponível era pouco, ficou um pouco complicado inserir a subida nos nossos planos… A melhor maneira de o fazer é marcar com antecedência, uma vez que as filas são intermináveis… Ficou o desejo de cá voltar para ver a cidade de Paris, a partir do topo da Torre Eiffel.

Devido à poluição, durante a nossa estadia, os transportes públicos foram gratuitos, forma de encorajarem os automobilistas a deixarem os seus veículos em casa. Assim, usamos e abusamos do metro, sempre sem pagar nada.

IMG_3607Saímos da estação de metro Trocadero (Linha 6 e 9) que vai direito ao Palais de Chaillot, local onde se tem uma das melhores vistas para a Torre Eiffel.

IMG_3608

E realmente a poluição era tanta que quase não se conseguia distinguir a majestosa torre.

Mas não desistimos e começamos a caminhar até perto da torre.

É praticamente impossível os nossos olhos não serem atraídos por esta poderosa silhueta.

IMG_3636A Torre Eiffel foi construída num tempo recorde de 2 anos para a Exposição Universal de 1889, por Gustave Eiffel. Inicialmente, não era suposto a torre permanecer de pé depois da exposição, mas graças ao imenso sucesso que suscitou entre os visitantes, durante a exposição, ela acabou por nunca ser desmontada.

IMG_3263

Esta torre de 324 metros enfrentou grande oposição, mas o seu génio foi vingado pelo facto de a oscilação não exceder os 9 cm com ventos fortes e de a torre ter permanecido a estrutura mais alta do mundo durante 40 anos.

Gustave Eiffel manteve um gabinete aqui até à sua morte, em 1923.

IMG_3714

Como o ar aqui não estava tão cinzento, decidimos passear um pouco pelas redondezas, em vez de irmos logo para o Louvre.

IMG_3648

Fomos em direcção à ponte Bir-Hakeim. Esta ponte foi construída entre 1903 e 1905.

Bir-Hakeim (2)

Esta estrutura de art nouveau de dois níveis, tem uma faixa pedestre, uma via rodoviária e uma linha de metro.

Bir-Hakeim (3)Bir-Hakeim (6)Além de ser uma ponte muito bonita, com bastantes pormenores fantásticos, tem uma vista espectacular para a Torre Eiffel.

Bir-Hakeim (4)

Bir-Hakeim (5)

Bir-Hakeim

É praticamente impossível não estar sempre a apontar a objectiva para a esplendorosa Torre Eiffel. Aliás, nesta viagem, na maior parte das minhas fotografias a Torre Eiffel está presente. É realmente uma obra cativante a apaixonante 🙂

Bir-Hakeim (8)

Como o dia até estava bastante agradável e até estava calor para os padrões do mês de Março, aqui na Europa, decidimos ir a pé até ao Louvre, em vez de irmos de metro.

Passamos pelo relvado do Parc du Champs de Mars, mesmo em frente à Torre Eiffel, e a poucos passos de distância começamos a ver a majestosa cúpula dourada dos “Les Invalides”.

Les Miserables (3)

O edifício Les Invalides foi construído em 1670 e serviu para alojar soldados inválidos e continua a albergar alguns ainda hoje.

Les Miserables

É também um memorial às campanhas e batalhas que marcaram a história de França. Aqui encontram-se o casaco comprido de Napoleão, a sela da coroação, e até mesmo o seu cavalo, Vizir, de par com uma recriação da sela onde morreu no exílio. É neste local que se encontra sepultado Napoleão Bonaparte.

Les Miserables (2)

A Torre Eiffel sempre a dar o ar da sua graça 🙂

Podemos aceder facilmente aos Invalides através do metro, a partir das estações:  La Tour Maubourg, École Militare ou Invalides (linha 8).

Como a fome já começava a apertar decidimos apanhar o metro para chegarmos mais rapidamente ao Louvre. Entramos na estação Invalides e saímos no Concorde (linha 8), esta não é a mais próxima do museu, mas a linha que dá acesso ao Louvre estava em obras, na altura, por essa razão saímos e fizemos o resto do caminho a pé, a distância também é curtinha.

Antes de entrarmos para o museu decidimos almoçar. Mesmo em frente ao  Arc de Triomphe du Carrousel encontrava-se uma banca da loja Paul Boulangerie, onde vendem baguetes. Deliciamo-nos com baguettes de salami e queijo de camembert.

Arc del Carussel (2)

Decidimos então entrar no Louvre (que vai merecer um post inteiro dedicado a ele) e passamos lá o resto da tarde.

Quando saímos do Louve já estava a começar a anoitecer, então, fomos caminhando pelo Jardin des Tuileries.

IMG_3373

Até chegarmos à Place de la Concorde. Daqui apanhamos o metro até ao próximo destino…

IMG_3382

Place de La Concorde

Da Place de La Concorde já se consegue ver lá ao fundo o Arco do Triunfo.

Tinha preparado uma surpresa ao Sérgio e só a revelei quando estávamos à espera do metro…

Um dos filmes preferidos do Sérgio é a trilogia Antes do Amanhecer, Antes do Por do Sol e Antes da Meia Noite. O filme Antes do Por do Sol foi gravado em Paris, um dos lugares que serviu como cenário para o filme, foi o Pure Café, que fica um pouco afastado das rotas turísticas. Como, inicialmente, não sabia o nome do café, pois ainda não vi os filmes (shame on me), fiz alguma pesquisa e descobri o nome e a morada do mesmo.

Então, na estação de metro apresentei-lhe uma folha onde mostrava qual seria a nossa próxima paragem! Claro que ele adorou 🙂

Entramos na estação de metro Concorde e saímos em Faidherbe-Chaligny (linha 8), o resto do percurso foi feito a pé.

Le Pure Café (3)Entramos, sentamo-nos e deliciámo-nos com uma refrescante cerveja.

Uma das coisas que mais gosto de fazer em viagem é tentar sair um pouco das rotas turísticas e tentar “infiltrar-me” na rotina local. E foi isso que tentei fazer aqui. O Pure café é um café tipicamente parisiense e onde havia pouquíssimos turistas.

Enquanto saboreava a minha cerveja, observava as pessoas à minha volta e deliciava-me com o ambiente do sítio.

Le Pure Café (4)

Antes de regressarmos ao hotel, demos um “pulinho” até ao Moulin Rouge.

Moulin rouge (2)

Saímos na estação de metro Pigalle, há outra mais próxima do cabaré, a Blance. Mas decidimos sair antes, para sentirmos o ambiente do local.

Moulin rouge (3)

Obviamente que não entramos, nem assistimos a nenhuma dança de cancã. Pois os espectáculos não são nada baratos.

Moulin rouge

Tiramos apenas a foto da praxe e aproveitamos para jantar antes de voltar ao hotel.

Aqui deparamo-nos com um dilema… Jantar no glamoroso restaurante do Moulin Rouge ou no restaurante de fast-food Quick, que fica mesmo ao lado do Moulin Rouge… Difícil escolha… Claro que os forretinhas foram para o Quick! ihihih 😀

Depois de termos jantado seguimos para o hotel, para descansar, pois o dia já ia longo…
Moulin rouge (6)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em França, Paris com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s