Cayo Blanco

No último dia inteiro em Cuba marquei uma excursão para Cayo Blanco, através da operadora Travelplan, que se encontrava no hotel.

Cayo Blanco é um ilha deserta ao largo de Varadero. Mas a principal razão porque marquei esta excursão foi pela oportunidade de interagir com os golfinhos, em alto mar.

A viagem é feita através de catamarã.

Durante a viagem são servidos bebidas. Sol, bebidas e alegria são os ingredientes necessários para se fazer uma viagem animada 🙂

Cayo Blanco (2)

Cayo BlancoA paisagem que vamos vendo ao longo da viagem é muito bonita.

Cayo Blanco (3)

Cayo Blanco (4)Chegamos finalmente à reserva com golfinhos. Levei uma máquina fotográfica à prova de água emprestada por uma amiga. Quando comecei a tirar fotografias aos golfinhos reparei que o visor da máquina estava embaciado. Pensei que tivesse estragado a máquina, que apesar de todos os cuidados, tinha deixado entrar água dentro da mesma… Mas, quando cheguei a Portugal, a minha amiga disse-me que a máquina de vez em quanto fazia isso…

De qualquer forma, as fotografias não saíram nítidas, devido a esse pequeno problema.

A interacção com os golfinhos fazia-se em grupos pequenos, de 6/7 pessoas, de cada vez. Descemos umas escadas e ficamos todos em fila indiana, em cima de uma plataforma de cimento, com água até à cintura.

Depois o tratador começou a dar ordens ao golfinho e ele começou a nadar por cima das nossas mãos. Tocar na sua pele extremamente macia é uma experiência espectacular 🙂 O tratador avisou-nos que devíamos evitar o contacto com os olhos e o espiráculo (buraco que tem em cima da cabeça e que permite-lhes respirar).

De seguida, mesmo à nossa frente o golfinho começou a bater palmas e a dar saltos! Naquele momento não poderia estar mais feliz, foi um momento mágico 😀

Cayo Blanco (12)

Cayo Blanco (13)

Depois de algum tempo fora de água, a máquina começou a desembaciar, por isso pedi ao tratador se podia descer novamente para tirar uma fotografia. Então, desci e interagi com o golfinho sozinha 🙂

Cayo Blanco (14)É uma experiência única e indescritível 🙂

A excursão, para mim, podia acabar neste momento! Não queria ir para nenhuma ilha deserta, queria ficar aqui, a dar e a receber beijinhos do golfinho 🙂

Cayo Blanco (15)Mas como não podia ser, seguimos viagem, novamente no catamarã. A paragem seguinte foi para fazer snorkeling. Disponibilizaram-nos os tubos e óculos e lá fui eu, experimentar, pela primeira vez fazer snorkeling… Não correu nada bem, não conseguia respirar através do tubo e acabava sempre por engolir água e engasgar-me…

Lá para o final, lá percebi como é que a coisa funcionava. Mas, também, não tive muita pena, não perdi grande coisa… A vida marinha no local onde estava não era nada de extraordinário.

Cayo Blanco (17)

Cayo Blanco (18)

Cayo Blanco (19)

Cayo Blanco (20)Depois do snorkeling, continuamos a viagem até à ilha Cayo Blanco. E logo à chegada reparei nas diferenças da praia de Varadero para esta ilha, a água super cristalina e com uma tonalidade tão tentadora… 🙂

Cayo Blanco (5)Estava a decorrer um casamento, quando desembarquei na ilha 🙂

Cayo Blanco (6)Mal chegamos fomos logo encaminhados para o restaurante, onde saboreamos um delicioso almoço de lagosta.

Cayo Blanco (8)Assim que terminei o almoço, peguei na máquina fotográfica e fui explorar um pouco a ilha. Enquanto o resto das pessoas, que tinha conhecido durante a viagem, ficaram a beber cervejas no restaurante…

O tempo disponível não seria muito, por isso tinha que aproveitá-lo bem. E para mim, aproveitar bem é tentar conhecer o máximo do sítio onde estou. Beber cervejas num restaurante podia fazê-lo em qualquer lado…

Cayo Blanco (7)Nesta ilha não há qualquer construção, excepto um restaurante, onde servem refeições para os turistas que vão em excursões organizadas.Cayo Blanco (9)A areia é muito fina e bastante branca, a sua água azul turquesa e transparente é bastante convidativa ao banho.

Cayo Blanco (10)E foi isso que fiz, depois de ter tirado algumas fotografias.

O difícil foi sair, a água era tão quentinha… Quando vi já era hora de regressar.

Cayo Blanco (21)A viagem de regresso foi acompanhado por música e pela animação da tripulação. Além das bebidas e dos aperitivos 🙂

Cayo Blanco (11)

Esta excursão foi um pouco dispendiosa, paguei cerca de 100 CUC´s, se não estou em erro. Mas se pensar bem, em Portugal, apenas para fazer a interacção com os golfinhos pagaria muito mais…

Esta entrada foi publicada em Cayo Blanco, Cuba com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s