Braga

Comecei a visita a Braga pelo ex-libris da cidade, o Santuário do Bom Jesus do Monte.

Braga

O santuário encontra-se no cimo de uma colina.

No santuário podemos encontrar capelas, igreja, jardins, como também, uma esplêndida escadaria com mais de 600 degraus, adornada por estátuas e fontes.

Braga (2) Braga (3)

A subida até ao santuário pode ser feita através da escadaria, como também, pelo funicular. Este funicular tem a particularidade de utilizar o sistema de contrapeso de água, foi o primeiro a ser construído na Península Ibérica. Actualmente é o mais antigo do mundo em serviço, a utilizar este sistema ecológico.

Mas não utilizei nenhuma das opções descritas em cima, acabei por ir de carro… A preguiça e a falta de tempo falaram mais alto 😛

Braga (4) Braga (5) Braga (6)

No santuário existe uma área de mata, o parque do Bom Jesus.

Braga (7) Braga (8)

E as vistas sobre a cidade são soberbas.

Braga (9)

Depois de algum tempo no santuário, segui para o centro de Braga. O primeiro ponto de paragem foi a Sé.

Braga (10)

Sé de Braga

A Sé de Braga é a catedral mais antiga do país. Foi construída em 1070 e lá estão os túmulos de D. Henrique e D.ª Teresa, pais de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal.

A arquitectura da Sé é muito rica, vale, sem dúvida, uma visita.

Segui caminho pelo largo S. Paulo de Braga, passando pela Nossa Senhora da Torre.

Braga (11)

Nossa Senhora da Torre

Um pouco mais à frente dei de caras com a Igreja de Santa Cruz.

Braga (13)

Igreja de Santa Cruz

No mesmo largo encontra-se a Igreja do Hospital de São Marcos.

A praça à frente destas igrejas estava em obras, por isso desmotivou-me um pouco de entrar nas igrejas, e segui caminho.

Braga (12)

Igreja do Hospital de São Marcos

Fui em direcção à praça da republica, onde se encontra o Convento dos Congregados, como outras igrejas.

Braga é sem dúvida uma cidade onde a religião está bem presente, e isso é visível pelas inúmeras igrejas que esta cidade possui. Por essa razão é que é considerada a “Roma Portuguesa”, onde as praças e igrejas abundam, tal como em Roma.

Braga (15)

Convento dos Congregados

Braga (14)

A visita em Braga foi breve, ficou o desejo de lá voltar com mais calma, para conhecer tudo mais ao pormenor… Mas ainda tinha alguns quilómetros pela frente, não havia mais tempo a perder…

Esta entrada foi publicada em Braga, Portugal com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s